Seja Bem Vindo(a) e fique a vontade!

Você faz parte de tudo isso, dos fatos, dos sonhos, da vida, do mundo. Você faz parte do que faz você ser o que você é.

3/26/2015

Repita a sequência, paciência


Transforme sua força em calma
Sua calma em resposta
Sua resposta em silêncio
Seu silêncio em ataque
Seu ataque em defesa
Sua defesa em paciência
Sua paciência em força.
E repita a sequência.

Autor: Edinei L. da Silva (Argonauta021)
Imagem: daqui

3/13/2015

Keep Calm e leia Poesia, prosa e canção

Se você está impaciente, pelo fato do livro "Poesia, prosa e canção" ainda não estar nas livrarias. Keep calm que eu também estou impaciente rsrs. O livro deverá estar nas Livrarias Saraiva e Cultura e também poderá pedi-lo pelo site dessas livrarias a partir do mês que vem.

Por enquanto, você pode comprar o livro físico ou ebook no site da Chiado Editora


Mas se quiser o livro físico, sugiro que aguarde um pouquinho mais, já que comprando pelo site você também terá a despesa da entrega.

Logo, Logo "Poesia, prosa e canção" estará numa livraria perto de você.

Muito obrigado a todos os amigos, leitores do Blog, pessoas anônimas que de vez em quando fazem toda a diferença num momento sem precedentes. Obrigado mesmo. 
Boa leitura!



3/11/2015

Ah, Ser humano.

       

          O filho(a) que reclama dos pais e simplesmente ignora ou não reconhece o quanto fazem por ele(a). A roupa que veste, quem lavou, quem passou? A comida que come, quem cozinhou? Quem te levou à escola? Quem te levou ao Hospital? Quem cuidou de você quando não sabia nem se lavar sozinho?
        É..., você sabe a resposta, mas prefere enfatizar o que lhe aborrece ao invés de agradecer pelo que não lhe falta. Não lhe falta roupa, não lhe falta teto ou comida, não lhe falta amor, não lhe falta afeto.

       O aluno(a) que se recusa a tentar aprender, ignora ou não reconhece o esforço que seu professor faz em lhe ensinar da melhor maneira possível.

       O marido que reclama da mulher e simplesmente ignora ou não reconhece o esforço que faz para lhe trazer conforto ou lhe fazer um agrado, prefere enfatizar o que lhe aborrece. Ou a esposa que age da mesma forma.

       Chega e o jantar está na mesa, a louça está lavada, mas isso você nem nota. E quando não está, você solta os cachorros e reclama com a voz alta.

       Quer tudo do seu jeito, mas não se dá ao trabalho de fazer você mesmo. Nem sequer agradece a quem o fez pra você.

       Acorda atrasado(a), o café já está na mesa, mas isso você nem nota. E quando não está, você solta os cachorros e reclama com a voz alta.

      No fim, ainda se sente rejeitado(a), afrontado(a) por não terem feito as coisas como você queria, na hora que você queria.

       Deixe de olhar para o que você acha que lhe falta, veja o que faz o seu mundo girar, se não fossem as pessoas que fazem as pequenas coisas do dia a dia pra você, você nem sobreviveria.

  Ah, ser humano. Você precisa é de umas boas palmadas.


Autor: Argonauta021
Imagem: daqui

2/27/2015

Receita para um coração apaixonado


Amarre uma corda num local seguro do seu coração.
Vá com calma, aprenda a apreciar cada momento,
Não pule etapas, não seja inconsequente.
Não perca seu passado, seu amor próprio, seu chão, sua consciência.
Não substitua quem sempre lhe amou por um amor passageiro.
Não esqueça seus amigos, sua família.
Não tire um pedaço do que lhe faz ser inteiro.

Se for bom, acrescente.
Se não for, não lamente.
Seja inteligente, aprenda, cresça, ganhe experiência.
Se a dor lhe tomar o sossego, busque um amor verdadeiro,
Um amigo, um ente querido, um elo forte do seu meio.

Se olhar bem,
Verá que quem menos valoriza é quem mais está por perto, lhe ajudando.
Compartilhe a dor, alivie o peso.
Guarde o luto. Perca um tempo sofrendo, mas não muito tempo.
O fim é só um ponto de vista.

Apronte-se para um novo recomeço.
Não alimente muitas expectativas.
Seja realista.
Nunca perca a esperança, mas não espere demais.
Faça seu caminho, busque, lute, selecione.
Sempre se lembre daqueles que te amam, que esperam que você nunca se esqueça deles.

Siga em frente. E boa sorte!




Autor: Argonauta021
imagem: daqui

2/19/2015

Necessário Soneto

Escrevi pra você
Escrevi para mim
Escrevi para ler e reler
Compartilhar enfim.

Escrevi um sentimento
Uma dor, um momento
Escrevi um tormento
Um amor, um alento

Escrevi pra lembrar
Para diminuir a dor
Compartilhar a felicidade

Escrevi por amar
Escrevi por amor
Por necessidade.



Autor: Edinei L. da Silva - Argonauta021

2/01/2015

Poesia, prosa e canção

          
         Poesia, prosa e canção é mais que boa poesia moderna e prosas interessantes, é um convite a sentir, ou melhor, a se permitir sentir o que já existe no âmago do coração, no aperto do peito, naquela caixa fechada que fica no canto escuro da mente, os sentimentos que precisam ser ouvidos, que precisam deixar seu recado, para que, enfim, descansem em paz ou aflorem para uma vida mais feliz.

       É uma leitura viva, palavras vivas capazes de envolver a vida de cada um como um todo, e de todo mundo com um ser único no universo, caminhando pelas intempéries da montanhosa vida do ser humano, entre dores e alegrias, amores e paixões, culpas e redenções. 
      O autor expressa situações e sentimentos dos mais profundos aos mais simples existentes em cada um de nós. Sonhos e situações, desde simples pontos de vista a pensamentos profundos, emoções contidas e cotidianas, que uma hora ou outra, todos vivenciamos.
         Descubra, viva, sinta e aprecie a poesia, a prosa e a canção.

Em breve estará disponível para compra nas Livrarias Saraiva e Cultura, no Brasil, e na FNAC e outras livrarias em Portugal.  


1/20/2015

Seja quem for

Você me vê, mas não me conhece
Você me ouve, mas não me entende
Você me toca, mas não me sente

Eu não sou tão transparente
Minha dor, não verá facilmente
Meu humor muda constantemente

Eu sou o que sou, não o que você pensa
Não me importa sua cor, gênero ou crença
Respeito é a raiz da boa convivência

Seja quem for
Não me julgue, não me ofenda, não me provoque
Respeite. E terá, de mim, o que for bom.



Autor: Edinei L. da Silva - Argonauta021
Imagem: daqui

1/15/2015

Onde os que amo estão é onde quero estar

Fico feliz
Fico triste
Fico só
Fico são
Fico louco
Fico muito
Fico pouco
Fico a pé
Fico na fé
Fico longe
Fico perto
Fico aqui
Fico sem mim.

Fico indo
Fico vindo
Fico e volto
Fico sem saber
Onde estou
Onde fico
Onde me perdi.

Fico amando
Sofrendo
Ficando
Sorrindo e chorando
Fico esperando
O momento de ficar de vez
Sem precisar ficar voltando.



Onde os que amo estão
É onde quero estar.



Autor: Edinei L. da Silva
Imagem: daqui

12/08/2014

A arte da convivência

     

     Nada fácil, pra começar. Pois para se dominar essa arte é preciso, antes de tudo, dominar a si mesmo. Este é o "x" da questão.
     E quem domina a si mesmo cem por cento do tempo? Quem nunca perdeu a paciência, falou e/ou fez besteira na hora da raiva, da paixão, da dor, da emoção.
     Controlar a si mesmo em situações que nos tiram do nosso estado de serenidade é, sem dúvida, o maior desafio. Eu mesmo sou um aprendiz nível 00 nessa categoria.
     Contudo, aprendi que, se o mundo em que está inserido não lhe pertence, você precisa se adaptar, seguir regras, e muitas vezes, inibir sua própria vontade ou opinião pelo bem do equilíbrio que deve ser mantido, mas não a qualquer custo. há coisas que são inaceitáveis, e nesses casos, é preciso se manifestar.
     Não estou aqui dizendo que devemos ter sangue de barata  a tudo que nos é imposto, mas que, antes de tornar pública uma opinião ou atitude controversa, precisamos medir suas consequências num âmbito muito mais amplo que apenas nós mesmos. Há um mundo inteiro ao redor que também sofrerá ou absorverá consequências desse fato.
     Então, antes, é bom se perguntar: - Vale mesmo a pena?
   Se valer, vá com tudo e aguente o rojão das consequências ou goze dos bons resultados.
     Boa sorte!

Autor: Edinei L. da Silva - Argonauta021
Imagem: daqui

11/25/2014

Mantém


Quis evitar o confronto indireto
Parti direto pra briga
Mas ainda não estava perto o suficiente
Soquei o vento, bati na brisa

Quis acabar de vez com essa peleja
Mas eu não contava com tanta dureza
Tantos golpes quanto esquivas
E coringas sobre a mesa

Fiz do ataque minha defesa
Sem muitas alternativas
O jeito foi manter a guarda
E aguardar o sino tocar

No intervalo, respiro
Volto pro meu lugar
Numa olhada confiro
Como está o placar

Começa mais uma partida
Que a vida não dá moleza
Não importa o modo que a vida te obriga a lutar
Se o ringue é um campo, um trabalho, uma família pra cuidar

O jeito é manter a guarda
Aguardar o sino tocar
Fazer do ataque a defesa
E defender-se, sem recuar.


Autor: Edinei L. da Silva (Argonauta021)
Imagem: daqui

Pra ver e ouvir:

Hoje no Brasil e no Mundo

Loading...