Seja Bem Vindo(a) e fique a vontade!

Você faz parte de tudo isso, dos fatos, dos sonhos, da vida, do mundo. Você faz parte do que faz você ser o que você é.

terça-feira, 29 de julho de 2014

O sofrimento invisível


Eu ando, eu corro, eu falo, eu canto
Eu choro sozinho no meu canto
Eu sofro no meu pensamento
Meu sorriso disfarça o que sinto por dentro

O silêncio é meu abrigo e meu tormento
Minhas lágrimas você não precisa ver
Do meu sofrimento, na verdade, você não quer saber
Seja quem for, só vai querer o que for bom

Eu guardo no peito até a borda transbordar
Eu choro sozinho no meu canto para não lhe incomodar
Eu me reviro nos pensamentos, mato, morro, grito, esperneio e choro
Meu sorriso disfarça o que sinto por dentro

O silêncio é meu abrigo e meu tormento
Minhas lágrimas você não precisa ver
Do meu sofrimento, na verdade, você não quer saber
Seja quem for, só vai querer o que for bom

Na verdade ninguém quer ouvir sua dor, sentir sua dor, sofrer com você
Todo mundo quer você por perto se você não os fizer sofrer

De sofrimento, o mundo está cheio
Quem quer mais dor além daquela que carrega consigo?
Quem arrisca a própria felicidade pela tristeza de um amigo?
De sofrimento, o mundo está cheio

De sacrifício, apenas alheio
De lamentos, ninguém quer saber
Faça o que fizer, no fim será só você e o meio
Num sofrimento invisível.


Autor: Edinei L. da Silva (Argonauta021)
Imagem: daqui

quinta-feira, 17 de julho de 2014

Quem não tem?


Quem não tem?
Um amigo pra contar
Um amor pra recordar
Um alguém que lhe quer bem

Quem não tem?
Um sonho pra realizar
Um motivo pra sorrir
Um motivo pra chorar
Um segredo que não conta pra ninguém

Quem não tem?
Uma mania incorrigível
Uma experiência detestável
Um momento inesquecível
Um medo incontrolável

Quem não tem?
Um monte de problema
Uma dívida financeira
A vida escrita em um poema
A morte à espera numa caixa de madeira

Quem não tem?
Algo pra mudar, consertar, construir
Algo pra dizer, pra fazer, repetir
Do que se culpar, lamentar, refletir

Quem não tem desculpas a pedir
Quem não tem o que agradecer, que reconhecer, descobrir?

Quem não tem a vida inteira pra viver e tentar ser feliz
Quem não tem?


Autor: Edinei L. da Silva (Argonauta021)
Imagem: daqui


terça-feira, 24 de junho de 2014

Vem sorrir comigo


Sorria! Quem foi que disse que dor deve ser maior?
Sorria! Não sorrir com certeza será pior.
Quem sorri sempre, não sabe se o sorriso está em si, em outro alguém ou a flutuar
Não se pode sempre sorrir, a dor também tem seu lugar
Mas a tristeza não pode vencer, a dor bate forte, eu sei como é
Sorrir não é uma obrigação, não é educação, não é a solução
Às vezes é a máscara que usamos para nos defender, nos esconder, fugir
Mas sorrir com o coração é bom remédio para espantar a melancolia, a dor do dia-a-dia
Apesar de tudo que há de mal, de tudo que há de dor, de tudo que se sofre por amor
Um sorriso verdadeiro vem de dentro
Vem do rosto de quem te ama
Vem do coração de quem insiste em lutar
Em lutar contra tudo que não faz bem, contra a dor da perda, a dor da frustração.
Vem sorrir comigo, que é muito difícil sorrir sozinho.
De vez em quando, vem chorar também
Não guarde tudo consigo, nem dor, nem amor, nem ninguém.
Vem sorrir comigo, que junto a gente se conforta.
Vem sorrir comigo, que a gente faz sorrir a alma.
Se a dor te franze o rosto, se a tristeza te leva ao fundo do poço, como a mim
Vem sorrir comigo, vem que eu vou te mostrar que não é o fim
Que apesar de toda dor, de todo mal, de toda perda e tristeza que possa sentir
Sempre haverá um bom motivo pra sorrir.




Autor: Edinei L. da Silva (Argonauta021)
Imagem: daqui

sexta-feira, 20 de junho de 2014

Na longa jornada


Eu podia ter ido por outro caminho
Ter ido mais longe sozinho
Eu podia ter fugido

Segui como foi possível
Como foi preciso
E muitas vezes ainda me vejo perdido

Eu podia ter voltado
Eu podia ter me acovardado
Podia ter desistido

Fui à luta
Fui derrotado, machucado
Fiquei mais forte, mais preparado

E ainda sou fraco
E ainda fracasso
E ainda luto, batalho

Faço da dor, meu escudo
Do amor, minha espada
Da paz, meu descanso
Da fé, minha guia na longa jornada.



Autor: Edinei L. da Silva (Argonauta021)
Imagem: daqui 

sexta-feira, 9 de maio de 2014

Quer queira ou quer não


Se a gente decide a própria vida
Se a vida decide por nós
Se as opções já foram escolhidas
O que nos resta são apenas algumas alternativas

Se a gente escolhe a própria sorte
Se a sorte é só um ponto de vista
Se o ato que precede o fato é decisão de cada um
Somos todos culpados, e responsáveis pelos resultados

Se a decisão fica difícil
Se o futuro não é tão previsível
Se a escolha  errada parecia perfeita

Não dá pra saber na hora
O feito é fato que não espera
É ato que não tem volta

E só depois de muito tempo a gente entende
Ou mesmo se arrepende
Mas não se pode fugir da consequência
Só nos resta cumprir a pena

Crime ou não, há sempre uma sentença
Pelo ato praticado
Pela omissão ou condescendência

É causa e efeito
Ação e reação
É a volta do anzol
Quer queira ou quer não.


Autor: Edinei L. da Silva (Argonauta021)
Imagem: daqui

Pra ver e ouvir:

Hoje no Brasil e no Mundo

Loading...