Seja Bem Vindo(a) e fique a vontade!

Você faz parte de tudo isso, dos fatos, dos sonhos, da vida, do mundo. Você faz parte do que faz você ser o que você é.

terça-feira, 9 de setembro de 2014

Pedras nas mãos


      Chega a ser engraçado, quantos criticam e quantos carregam o fardo.
     Os que criticam o pai de família não querem ter os seus problemas para provar que poderiam fazer melhor.
      Os que criticam as mães solteiras não querem criar os seus filhos para provar que podem fazer melhor.
       O peso e a dor de cada um não podem ser medidos se não por quem os carrega.
    E ninguém quer carregar o fardo, ninguém quer sentir o peso, mas insiste em criticar sem saber verdadeiramente como é carregar o peso de tudo que critica.
      Não venha me dizer que está tudo errado se é certo que você não quer tomar as dores e resolver de uma vez.
       É verdade que tem gente que pede pra ser esculachada fazendo as coisas do jeito que acha certo, estando errado. 
   Mesmo assim, é certo que quem sempre critica não está sempre por perto para ajudar, dar uma força ou uma bronca. Faz vista grossa de perto e de longe solta a bomba.
      “Pra que resolver se criticar é muito mais fácil?”
        E assim segue a humanidade, com pedras nas mãos para criticar e com as mãos amarradas para ajudar.


Autor: Argonauta021
Imagem: daqui


sexta-feira, 29 de agosto de 2014

Boa Leitura


       Taí uma ótima história, ou melhor, ótimas histórias que se unem em uma só, já tive o privilégio de ler esta magnífica obra de minha amiga e parceira de letras, Emanuele Oliveira
     Roda-Gigante é uma fascinante ficção da vida real, de sentimentos e situações que nos envolvem numa curiosa expectativa. Vale a pena ler.

        Agora, este livro, em formato e-book, está disponível nas lojas digitais!


Boa leitura!


Google Play: http://zip.net/bspq5T




quarta-feira, 27 de agosto de 2014

O que me traz paz



O sorriso dos meus filhos
Estar na companhia dos que amo
Tocar meu violão
Sentir o calor do amor

A satisfação do dever cumprido
A solidariedade dos amigos
Brincar com meus filhos

Quando me sinto acolhido na casa de quem me recebe
No conforto do meu lar
Quando estou com meus pais e meus irmãos

Quando meus filhos estão comigo

Quando estou com o amor do meu coração

Essas coisas boas que Deus me permite viver um pouco
São o que me traz paz, mesmo que por um instante
Pois, de tudo isso, nada é constante
Meus filhos tão longe, minha família e alguns amigos

O conforto de um não diminui a falta do outro
Mas ajuda na lida do dia a dia
E assim eu sigo enfrentando a vida.



Autor: Edinei L. da Silva (Argonauta021)
Imagem: daqui

terça-feira, 29 de julho de 2014

O sofrimento invisível


Eu ando, eu corro, eu falo, eu canto
Eu choro sozinho no meu canto
Eu sofro no meu pensamento
Meu sorriso disfarça o que sinto por dentro

O silêncio é meu abrigo e meu tormento
Minhas lágrimas você não precisa ver
Do meu sofrimento, na verdade, você não quer saber
Seja quem for, só vai querer o que for bom

Eu guardo no peito até a borda transbordar
Eu choro sozinho no meu canto para não lhe incomodar
Eu me reviro nos pensamentos, mato, morro, grito, esperneio e choro
Meu sorriso disfarça o que sinto por dentro

O silêncio é meu abrigo e meu tormento
Minhas lágrimas você não precisa ver
Do meu sofrimento, na verdade, você não quer saber
Seja quem for, só vai querer o que for bom

Na verdade ninguém quer ouvir sua dor, sentir sua dor, sofrer com você
Todo mundo quer você por perto se você não os fizer sofrer

De sofrimento, o mundo está cheio
Quem quer mais dor além daquela que carrega consigo?
Quem arrisca a própria felicidade pela tristeza de um amigo?
De sofrimento, o mundo está cheio

De sacrifício, apenas alheio
De lamentos, ninguém quer saber
Faça o que fizer, no fim será só você e o meio
Num sofrimento invisível.


Autor: Edinei L. da Silva (Argonauta021)
Imagem: daqui

quinta-feira, 17 de julho de 2014

Quem não tem?


Quem não tem?
Um amigo pra contar
Um amor pra recordar
Um alguém que lhe quer bem

Quem não tem?
Um sonho pra realizar
Um motivo pra sorrir
Um motivo pra chorar
Um segredo que não conta pra ninguém

Quem não tem?
Uma mania incorrigível
Uma experiência detestável
Um momento inesquecível
Um medo incontrolável

Quem não tem?
Um monte de problema
Uma dívida financeira
A vida escrita em um poema
A morte à espera numa caixa de madeira

Quem não tem?
Algo pra mudar, consertar, construir
Algo pra dizer, pra fazer, repetir
Do que se culpar, lamentar, refletir

Quem não tem desculpas a pedir
Quem não tem o que agradecer, que reconhecer, descobrir?

Quem não tem a vida inteira pra viver e tentar ser feliz
Quem não tem?


Autor: Edinei L. da Silva (Argonauta021)
Imagem: daqui


Pra ver e ouvir:

Hoje no Brasil e no Mundo

Loading...