Seja Bem Vindo(a) e fique a vontade!

Você faz parte de tudo isso, dos fatos, dos sonhos, da vida, do mundo. Você faz parte do que faz você ser o que você é.

sexta-feira, 18 de abril de 2014

Em busca de mim, em busca de paz


Faz tanto tempo que tenho pressa, que perdi tempo à beça
Faz tanta falta o que me falta, que deixei de lado o que há à minha volta
Foram tantas horas perdidas, tantas pessoas esquecidas
Tantos carinhos sufocados por um mesquinho orgulho isolado

Mesmo que saiba onde estou
Não saberia aonde eu ia
Para onde vou, de onde vim
Como cheguei e porque ainda estou aqui

Foram tantas voltas em volta de mim que perdi-me ou fugi, não sei
Tantas idas sem voltas, tantas voltas sem ir
Que o que ficou é o que não volta e o que não pode partir

Se tudo é como deve ser, nunca saberei
Se o que foi é o que deixou de ser
Se o que sou é onde devo estar

Busque um sonho e vai encontrar muito mais para sonhar
Busque a felicidade e vai chorar muitas lágrimas que intercalarão alegrias e dores
Busque a fé e terá muito mais para duvidar
Busque o amor e encontrará muitas formas de amar

Com tudo que há é que me faço existir
Com tudo que sinto é que me faço pensar
Com tudo que tenho é que tento ser feliz
Em busca de mim, em busca de paz.


Autor: Edinei L. da silva (Argonauta021)
Imagem: daqui

terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Antes, hoje e agora

         

          
         Antes, quando tinha tempo de sobra eu reclamava que não tinha tempo pra nada, e pensava que a vida era dura demais comigo, e que todos que cobravam a minha presença exigiam demais de mim.
          Hoje eu sei, que o tempo que perdi foi minha culpa, e as pessoas que não vi, muitas aprenderam a não sentir minha falta, outras nem viveram tanto.
           Hoje, eu não lamento o tempo que passou mas reconheço que eu que fui injusto com meu tempo que se foi e com as pessoas que deixei de ver.
          Agora, quando estou longe eu lembro do pouco que tenho de momentos que passei com aqueles que amo, e quando estou perto tento aproveitar meu tempo com aqueles que pouco vejo, e agora é uma corrida contra um tempo que não tenho mais sobrando.
          Agora, eu quero dizer, que mesmo longe, ainda amo, amo os que não vejo de perto, os que não pude abraçar, amo todos que me ajudaram a crescer e me deram bons momentos pra lembrar.
         Sem reclamar eu tento levar a vida, sem lamentar eu faço meus passos e sigo meu caminho, com fé em Deus e a força dos que amo eu não desisto de buscar o melhor que posso oferecer àqueles por quem vivo a lutar, a trabalhar e amar.


Autor: Argonauta021
Imagem: daqui

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Tenha fé!


Eu reclamo dos outros, da vida, do mundo
Reclamo do sol, da chuva, do trabalho e do vagabundo.
Eu tenho medo de seguir ante o desconhecido
Tenho medo do futuro e de ficar no passado, perdido.

O futuro é desconhecido
Os outros, a vida, o mundo.
O que vier que ainda não veio
Me enche de medo e receio. 

Sou um tolo de achar que sei o que é melhor para mim,
Deus é que sabe.
Sou um tolo de achar que meu limite chegou ao fim,
Não há fim definitivo
Enquanto puder recomeçar,
Enquanto puder respirar.

Entre o aceitável e o inadmissível há muito o que pensar,
O que está em jogo?
Meu sustento, minha família, meu lar.
Pelos que amo o que sou capaz de suportar?
Que ofensas receberei sem revidar,
Que trabalho aceitarei sem reclamar,
Como não temer o "por vir"?

- Tenha fé! E continue a seguir.

Autor: Argonauta021 
Imagem:  daqui

sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Ressuscitar


Perto dos sonhos, os pesadelos são mais fortes
Perto dos fortes, os fracos são mais unidos
Antes da ferida vem o corte
Para achar-se é preciso estar perdido.

O corte, o sangue, a morte
O bálsamo, a cura, a vida

Da vontade ao sonho
Do sonho ao plano
Do plano ao ato
Do ato ao fato

E o fato?
Engano ou sorte?
Ferida ou morte?
Cura ou corte?

De fato,
O que nos mantém vivos é a capacidade de recomeçar,
Sonhar outra vez,
Sangrar e curar

Após cada engano, cada anoitecer
Apesar da insensatez
Ressuscitar.


Autor: Edinei L. da Silva (Argonauta021)
Imagem: daqui e dali

quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Por onde ando

Essa vida, cheia de encontros e despedidas
Reencontros, idas e vindas,
Partidas que doem na alma.

Ao olhar a tristeza contidamente calma
Nos acenos de quem não lhe permite o adeus.

Até breve! Até logo! Não demore!
As lágrimas saltam, não posso conter.

Essa vida me leva pra longe
Mas a saudade me traz de volta,
E não importa o tempo que passe
Logo estarei à sua porta.

Essa vida que me ensina a custos altos
É a mesma que me fascina em fé e fatos,
Que Deus me deu e Lhe sou muito grato.

Essa vida, meus amores,
Meus filhos, minha família, meus temores,
Meus sonhos, meu trabalho
Eu carrego no peito todos que amo
Nessa vida que me leva e que levo
Por onde ando.

Autor: Edinei L. da Silva (Argonauta021)
Imagem: Argonauta021 (Blog do argonauta).


Pra ver e ouvir:

Hoje no Brasil e no Mundo

Loading...